O QUE VEM DEPOIS DA GRANDE FESTA? Destaque

So say we all

O que vem depois da Festa?

O Despertar da Força Ganhas criticas Positivas

Que o novo capitulo da saga criada por George Lucas seria um sucesso de bilheteria e critica, nós já sabíamos. Que J.J Abrams faria um excelente trabalho também não foi nenhum espanto. Então o que resta para falar dessa nova empreitada da franquia mais amada por todos os nerds, e não nerds de plantão.

Mas o que vem depois da grande festa, onde o anfitrião J.J Abrams, nos recebe para seu maior espetáculo. Sim cavalheiros, as criticas, as polemicas, a aprovação do publico, dos fãs. Depois de toda a euforia e hora de analisar com calma, ver os pontos positivos, e negativos dessa grande produção que nos leva de volta a um tempo de fantasia e aventura.

Nos sabemos que nem tudo são flores, e que certamente depois do dia da grande festa, opiniões começarão a se dividir, e cabeças iram bater.

Apenas não basta olhar para Star Wars e dizer, que grande filme, me senti novamente na década de setenta, para quem é mais velho, ou na década de oitenta, que como eu acompanhou os filmes pela Sessão da Tarde, reprises e mais reprises de algo magico, que nos levava do sofá de casa para explorar o mais longínquo confim do universo, onde nenhum homem jamais foi, ops, essa não podia deixar passar.

Mas enfim, ate o momento tudo e euforia, e olhos cheios de lagrimas, coração pulsando, quase saltando pela garganta.

Mas onde quero chegar? Pois bem senhores, O Despertar da Força, desde seu lançamento, ou ate mesmo antes dele, vinha recebendo apenas criticas positivas, e ainda continua, não estou aqui dizendo o contrario, mas devemos lembrar que ainda estamos naquela fase recém Despertar, e falo com plena certeza, muitos órgãos de imprensa ainda estão contidos pela mão de ferro de algo mais poderoso do que o próprio império. Os famigerados spoilers. As opiniões ainda são superficiais, não podendo ser de forma alguma profunda no que diz respeito ao enredo em si, e detalhes importantes ainda discutidos aos sussurros.

E bom ter de volta Star Wars de volta, sim. O velho método, a velha cartilha parece que foi decorada, e J.J Abrams fez a lição de casa. Mas a muitos pontos e aspectos que certamente serão discutidos, e criticados. Assim como a muitos fãs que ainda pesaram suas opiniões, e falaram a cerca de certos pontos, destrinchando o novo longa da franquia.

Eu já ate posso ouvir hordas furiosas se levantando contra alguns órgãos de imprensa que apontarão elementos, que por mais que muitos fãs desaprovem, devem ser ditos, nenhum filme e perfeito, lembrem-se disso meninos e meninas. Descordar e criticar, jamais deixara de tornar quem opina um não fã de Star Wars.

E que a força esteja conosco e com as criticas...


Veja abaixo algumas criticas de grandes sites especializados e respeitados:

"Entertainment Weekly": "'O despertar da força' de J.J. Abrams entrega exatamente o que você quer: uma aventura muito divertida envolta em mitologia épica, uma quantidade perfeita de serviço de fã que dispara suas sinapses geeks, e um suspense final na medida que abre o caminho para continuações futuras. De certa forma, Abrams tem feito exatamente o que ele fez com 'Star Trek' em 2009. Ele tomou uma franquia da cultura pop adorada por uma legião de discípulos raivosos, tratou-a com respeito, e fez que ela importasse novamente. Só que os sapatos eram muito maiores para se preencher desta vez. O que, de certa forma, é exatamente sobre o que é 'O despertar da força' - ser digno do legado que veio antes de você." (Chris Nashawaty)


"The Guardian":
"'O despertar da força' redespertou meu amor pelo primeiro filme e transformou meu fanboy interior em meu fanboy exterior. Há pouquíssimos filmes que me deixam exausto após sorrir descaradamente por 135 minutos, mas este é um. E quando Han Solo e Chewbacca aparecem, eu tive um sentimento no cinema que eu não tinha desde os 16 anos: não sabia se chorava ou se aplaudia." (Peter Bradshaw)


"Variety":
"Revigorar a franquia com uma onda de boas-vindas de energia, calor e emoção após o ciclo mal concebido de prequel [história que se passa antes da original] lançado entre 1999 e 2005, a chegada do diretor e roteirista J.J. Abrams parece ter tido os três filmes originais em mente quando embarcou neste novo empreendimento monumental, estruturado como uma série inteligente, às vezes vacilante, de retornos para uma trilogia que cativou uma audiência global e ajudou a cimentar o paradigma do blockbuster de Hollywood. Ainda assim, a familiaridade reconfortante da abordagem de Abrams tem suas limitações: Maravilhosa como é ao apanhar rapidamente Han Solo, Leia e o resto da gangue, serviço de fã tem prioridade aqui sobre uma delicada e derivativa história que, apesar da presença apelativa de duas novas estrelas, não atiça a imaginação para o novo." (Justin Chang)


"The Hollywood Reporter": "'Star Wars Episódio VII' parece o trabalho de um estudante muito capaz, um que estudou seu tema tão diligentemente e completamente que ele sabe o que fazer e o que evitar, é inteligente o suficiente para ter contratado um dos especialistas no campo, neste caso Kasdan, para trabalhar no projeto, e assegurar que outro dos principais contribuintes para o sucesso da série, John Williams, voltasse novamente após todos esses anos." (Todd McCarthy)


"Vanity Fair": "Deixe-me apenas aliviar a maioria das suas preocupações imediatamente: o novo filme 'Star Wars', o filme mais esperado dos últimos tempos, é bom. Foi-se todo o vale misterioso, suavidade brilhante daqueles melhor esquecidos prequel filmes. O diretor J.J. Abrams e seus roteiristas nos devolveu para o desgrenhado e tátil espírito da amada trilogia original, evitando efeitos digitais superabundantes e debate político chato para uma sensação visceral de aventura e surpresa. Abrams fez algo magistral - ele presta uma graciosa homenagem ao que veio antes (o material bom, de qualquer maneira), ao expandir a mitologia de 'Star Wars' de forma ousada e orgânica. Obrigado Yoda por isso." (Richard Lawson)


"People":
"O filme deixa muito espaço para a nova geração continuar o legado, liderada pela Rey de Daisy Ridley. Ela é talentosa, inteligente e destemida, o tipo de pessoa que você quer empunhando um sabre de luz do seu lado." (Alynda Wheat)


 
Última modificação em Quinta, 17 Dezembro 2015 18:06

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.